terça-feira, 6 de outubro de 2015

As vitaminas na alimentação do atleta

As vitaminas na alimentação do atleta

A vitamina é também de grande valia no auxílio do trabalho em uma equipe uma vez que ela supre nossas necessidades.

O inventor da palavra vitamina, foi o químico polonês, Casimir Funk em 1911, durante uma pesquisa em Londres, quando desejou descrever certos nutriente. Em 1913, foi identificada a primeira vitamina, a vitamina A, por E.U, Mc Collum, bioquímico da Universidade de Wiscosin. Após este acontecimento, pesquisadores pelo mundo, descobriram outras vitaminas.

O papel delas na saúde e perfórmance do atleta, é de real importância, mas o desconhecimento, o charlatanismo e a crença absurda, levam a excessos que podem causar algum mal. As vitaminas C e B para energia e E para construção muscular, são as bases que são tomadas por serem elas indicadas a quem treina. A vitamina C para prevenir resfriados, a B para agir nas reações para o trabalho muscular e a E para manutenção energética e suporte nutriente para o nadador. Como elas são solúveis em água, os excessos não são estocados no corpo e sim eliminados pela urina. Por outro lado, as vitaminas de gordura solúvel, A e D, podem ser estocadas pelo corpo, mas o excesso age como tóxico.

As vitaminas como suplemento alimentar, são de enorme valia ao atleta, mas se conseguirmos que ele realize uma dieta bem balanceada, a ingestão complementar fica desnecessária.

O papel do nutricionista é importante, mas apenas um que siga o trabalho durante a temporada e que aconselhe a equipe, antes de receitar.

Em última análise, deixamos para o médico o trabalho do médico e nós técnicos ficamos com o que nos cabe: Treinar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário